Fortaleza tem 495 mil eleitores sem biometria e ocupa último lugar dentre as capitais do Nordeste, aponta TSE

A capital cearense tem 72,48% do seu eleitorado com biometria


Mutirão da biometria no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Foto: Divulgação.

Equipe Focus
focus.jor.br

O cadastro biométrico do eleitor passou a ser obrigatório para a maioria das cidades e capitais brasileiras, para a eleição de 2020. A cidade de Fortaleza (CE) está nessa lista, sendo que ainda faltam 495.502 eleitores sem o cadastramento da digital do votante.  Do total de 1.800.579 eleitores aptos a votarem, 1.305.077 eleitores de Fortaleza já fizeram sua biometria (72,48%).

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizados até hoje, Fortaleza ocupa hoje o último lugar em comparação com as demais capitais do Nordeste quanto ao número de eleitores com biometria. Veja.

– Aracaju (SE) 98%

– Fortaleza (CE) 72,78%

– João Pessoa (PB) 99,90%

– Maceió (AL) 99,25%

– Natal (RN) 99,83%

– Recife (PE) 99,93%

– Salvador (BA) 99,93%

– São Luís (MA) 99,87%

– Teresina (PI) 99,97%

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) definiu a próxima sexta-feira (29/11), como o último dia para o cadastramento biométrico dos eleitores de Fortaleza. No entanto, tal data limite deve ser prorrogada em razão da enorme quantidade de eleitores ainda sem a biometria. Nada não, são quase 500 mil eleitores com o título em mãos e com possibilidade de não pode votar nas eleições do ano que vem.  Diante disso, não é aconselhado ignorar os números, pois essa expressiva parcela dos “sem biometria” têm o poder de levar um candidato ao segundo turno, conforme já publicado pelo Focus (aqui). Um raciocínio lógico e simples para essa conclusão. 

O caso de Fortaleza não é isolado,  Tribunais eleitorais de outros estados já prorrogaram o prazo da biometria, justamente devido ao grande número de eleitores sem a revisão biométrica. Como foi o caso do TRE-RJ, que adiou o fim do revisão digital do eleitores do município de Duque de Caxias (RJ) para o dia 14 de fevereiro de 2020. Até o momento, o TRE-CE não se pronunciou sobre um possível alargamento do prazo final da biometria para os eleitores de Fortaleza.

Consequências para quem não fizer a biometria. O fato é que, se o eleitor não fizer a biometria ficará impedido de votar, candidatar-se nas próximas eleições, inscrever-se ou receber bolsa-família, receber passaporte, fazer matrícula em instituições públicas de ensino, contrair empréstimos em bancos oficiais, tomar posse em cargo público e receber salário (se for servidor público). Outra punição grave, será o cancelamento do título de eleitor, tendo como consequência a suspensão do seu CPF.

O TRE-CE disponibiliza a biometria desde 2014 para o eleitores de Fortaleza. O portal Focus.jor em parceria com o TRE-CE, lançou em agosto deste ano a campanha “Seu voto é sua voz. Faça sua biometria”.

Leia Mais
+ Eleitores sem biometria dá para levar um candidato ao 2º turno
+ Mutirão da biometria do TRE-CE atende 7 mil eleitores neste sábado, faltando doze dias para o fim
+ TRE-CE anuncia mutirão para quem ainda não fez a biometria
Com prazo perto do fim, quase 35% dos eleitores de Fortaleza não fizeram a biometria
O dever cívico da biometria, por Frederico Cortez
O TRE-CE inicia procedimentos para biometria obrigatória em quatro municípios
Focus.jor lança a campanha “Seu voto é sua voz. Faça sua biometria”
Supremo decide manter cancelamento dos títulos dos “sem biometria”