TJCE suspende investigação contra Safadão em caso de vacina da Covid-19

Os efeitos dessa decisão não alcança as demais pessoas investigadas, beneficiando tão somente Wesley Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares


Wesley Safadão no momento da aplicação da Vacina da Covid-19. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A desembargadora Francisca Adeline Viana do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) determinou a suspensão da investigação contra o cantor Wesley Safadão, sua esposa, Thyane Dantas e produtora dele, Sabrina Tavares. Na ação de Habeas Corpus (HC) impetrada pela defesa do cantor, destacou que que há “abuso no exercício da pretensão executória” por parte do Ministério Público, pois o caso é atípico e não há justa causa para a investigação”, segundo portal G1.

Na decisão liminar em HC, a desembargadora do TJCE frisa que “Tenho por bem DEFERIR o pleito liminar, para determinar a suspensão parcial do PIC, ou seja, tão somente no que se refere aos pacientes [Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares], determinando que as autoridades impetradas se eximam de praticar atos persecutórios em relação aos mesmos”. Na prática, os efeitos dessa decisão não alcança as demais pessoas investigadas, beneficiando tão somente Wesley Safadão, Thyane Dantas e Sabrina Tavares.

Numa audiência com o MPCE ocorrida mês passado, o artista se negou a fazer um acordo por achar que o valor de quase R$ 800 mil reais era um exagero, bem como disse que não iria se declarar culpado. No caso, a reunião de acordo foi requerida pelos advogados de Safadão mas que ao fim declinaram na proposta para colocar um fim nessa investigação.

A ação de investigação é de autoria do Ministério Público do Ceará (MPCE), que denunciou o artista e outras pessoas por furar a fila da vacina da Covid-19 e assim se beneficiar em detrimento da população.

Leia Mais 
+ Ministério Público quer crucificar o cantor Safadão e ele está certo ao reagir