Unimed Fortaleza estuda suspender cirurgias eletivas após aumento de casos de COVID

Médico Elias Leite falou que o número de pacientes internados por COVID na rede da operadora aumentou no último fim de semana


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Unimed Fortaleza, gravou um vídeo em que fala sobre o aumento do número de internações por COVID-19 na rede da operadora.

A alta ocorreu expressivamente no fim de semana. “Sexta-feira, dia 14, tínhamos em Fortaleza no sistema Unimed 98 pacientes internados por COVID. Hoje nós temos 150. Um aumento expressivo”, disse o médico.

Leite ressaltou que a testagem positiva para o coronavírus também apresenta níveis elevados. “Outro número assustador: nós chegamos a ter nessa semana, em um dia, 80% de positividade dos exames realizados para COVID. Hoje estamos com um número alto, 65% de positividade. Para cada 100 exames feitos, 65 positivos”, complementa.

Ele também declarou que o Hospital da Unimed Fortaleza não irá fechar a emergência. “Aconteça o que acontecer, o Hospital da Unimed não vai fechar suas portas. Não posso garantir como vai ser feito o atendimento, mas vai continuar, como ocorreu no começo da pandemia, até o final”, ressalta.

Por fim, declarou que a operadora estuda suspender as cirurgias eletivas. “Hoje tomaremos algumas medidas mais fortes, mais drásticas. Estamos definindo a provável suspensão das cirurgias eletivas. Ainda estamos definindo, além de outras ações”, adiantou.

Leia Mais
+Maioria dos pacientes internados no Hospital da Unimed recebeu vacina contra a COVID