Trabalhadores autônomos foram mais prejudicados por pandemia em 2020, diz Ipea


Trabalhadores autônomos foram mais prejudicados por pandemia em 2020, diz Ipea. Foto: divulgação.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 8, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que a crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus prejudicou mais os trabalhadores que atuam por contra própria.

Segundo o levantamento, essa categoria teve a maior queda no rendimento em 2020, com o pior momento acontecendo no segundo trimestre de 2020, quando a categoria recebeu 24% a menos do que a renda habitual.

No quarto trimestre do ano passado, o indicador recuperou-se levemente, mas continuou abaixo dos níveis anteriores à pandemia, com recuo de 10%.

Os trabalhadores privados e sem carteira receberam 13% a menos do que a renda habitual no segundo trimestre e 4% a menos no último trimestre do ano passado.

Os trabalhadores privados com carteira assinada não tiveram perda no segundo e no terceiro trimestres de 2020 e encerraram o último trimestre do ano passado ganhando 5% acima da renda habitual. No serviço público, os trabalhadores receberam 1% a mais que a renda habitual no segundo trimestre, 3% no terceiro trimestre e 5% a mais no último trimestre do ano passado.