Toffoli acata pedido da Netflix e libera o “Especial do Porta dos Fundos”

Para o presidente do STF, a liminar da Justiça do Rio de Janeiro foi “uma das maiores ameaças às liberdades comunicativas no cenário nacional”


Especial de Natal do Porta dos Fundos. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, derrubou decisão da Justiça do Rio de Janeiro que havia determinado a retirada do “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo” do ar. Para ele, a liminar foi “uma das maiores ameaças às liberdades comunicativas no cenário nacional”.

Nesta quinta-feira, 9, a Netflix entrou com recurso no Supremo solicitando a volta do vídeo ao ar. A proibição da exibição do material foi proferida na última quarta-feira, 8, acatando solicitação da Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura.

No recurso, a Netflix dizia que a “a decisão proferida pelo TJ-RJ tem efeito equivalente ao da bomba utilizada no atentado terrorista à sede do Porta dos Fundos: silencia por meio do medo e da intimidação”. A empresa classificou a suspensão do vídeo como “censura”.

Leia mais:

+ Netflix recorre ao STF para liberar “Especial do Porta dos Fundos”

+ Porta dos Fundos trama “lacrada” e se dá bem com censura