Tecido de náilon com zinco inativa COVID-19, diz estudo internacional

Máscaras faciais, roupas de proteção e filtros são utilizados para barrar a disseminação de vírus


Máscara. Foto: Freepik

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Uma equipe internacional de cientistas e engenheiros da Universidade de Cambridge, da Icahn School of Medicine do Mount Sinai, da ResInnova Labs e da Ascend Performance Materials constatou que um tecido de náilon impregnado com íons de zinco inativou com sucesso 99% dos vírus que causam a COVID-19 e a gripe comum.

Uma ilustração dos íons de zinco ativamente suspensos em uma matriz de polímeros de náilon. Um estudo publicado recentemente mostrou que a combinação de zinco e náilon 66 é eficaz na absorção e inativação de vírus.

Máscaras faciais, roupas de proteção e filtros são utilizados para barrar a disseminação de vírus. Mas máscaras de baixa qualidade podem abrigar vírus ativos transmitidos por usuários infectados, o que representa um risco de transmissão.

“Um grande desafio é a absorção e a inativação”, disse Vikram Gopal, PhD, coautor sênior e diretor de tecnologia da Ascend Performance Materials. “Doenças virais respiratórias, como a COVID-19 e a gripe, são transmitidas por meio de gotículas e pulverização. O polipropileno, material comumente utilizado em máscaras descartáveis, é um plástico hidrofóbico e não absorve umidade. Porém, os vírus podem pousar na superfície da máscara, representando um risco de transmissão quando a máscara é manuseada.”

Com Agência Estado