Na Previdência, Tasso atende agenda de Tabata, que foi ameaçada por Ciro de ser expulsa do PDT

Tabata Amaral foi punida com suspensão pelo PDT por votar a favor da reforma da Previdência na Câmara, contrariando decisão da legenda.


Tasso incluiu a emenda apresentada pelo grupo de Tabata Amaral. Do ponto de vista político, o tucano provoca Ciro Gomes com o ato e a imagem acima. Na imagem, TJ ao lado de Tabata e do deputado do PSB, Felipe Rigoni (á direita), tambem ameaçado de expulsão por votar a favor da reforma. Foto: reprodução Facebook

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O relator da reforma da Previdência, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), incluiu no texto da PEC da Previdência uma proposta de emenda sugerida pela deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP). A emenda garante na Constituição um recurso mensal destinado a crianças em situação de pobreza. A proposta já havia sido apresentada pelos parlamentares do Acredito, mas não havia sido incorporada ao texto na Câmara.

Tabata Amaral foi um dos parlamentares do PDT punidos com suspensão pelo partido por votarem a favor da reforma da Previdência na Câmara. Ameaçada inclusive de expulsão, Tabata já sinalizou que talvez não tenha mais “clima” para permanecer no PDT, após receber diversas críticas públicas dos principais líderes pedetistas.

Ciro Gomes, por exemplo, chegou a afirmar que “ninguém pode servir a dois senhores. Ela só tem 25 anos. E ela entrou no Brasil nesse negócio que é dupla militância. Ela pertence a alguns movimentos que são financiados pelos miliardários brasileiros e que colocaram a faca no pescoço de todo mundo”. E acrescentou: Nós não queremos representar os neoliberais. Tem aí o MBL. Por que ela não vai para o MBL?”

A sinalização de Tasso pode significar que, mais que recepcionar a proposta de Tabata e seu grupo, o PSDB ande flertando para uma possivel adesão da deputada ao ninho tucano.