Setor de serviços cresceu 22,9% no Ceará

No acumulado de 2021, o setor cresceu 8,% frente a igual período do ano anterior


Homem conserta aparelho de ar-condicionado. Foto: Senivpetro por Freepik

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O volume de serviços cearenses cresceu 1% na passagem de junho para julho, sexta taxa positiva seguida. Os números foram divulgados nesta terça-feira, 14, pelo IBGE.

Na comparação com julho de 2020, o volume de serviços avançou 22,9%, quarta taxa positiva consecutiva e segunda maior da série histórica, superada apenas por maio de 2021 (25,5%).

No acumulado do ano, o setor cresceu 8,% frente a igual período do ano anterior. Em 12 meses, ao passar de -5,2% em junho para -1,3% em julho, manteve a trajetória ascendente iniciada em março deste ano (-15,3%).

No comparativo com julho de 2020, o resultado do setor foi puxado por quatro das cinco atividades, em especial, pelos serviços prestados às famílias (92,7%). A segunda maior alta veio do setor de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correios (48,5%). Também tiveram alta os outros serviços (30,0%) e os serviços de informação e comunicação (5,1%).

As atividades de serviços profissionais, administrativos e complementares registraram queda de -1,1%, após a alta 11,2% registrada em junho.