Senado fala em “faca no pescoço” após decisão de Trump

Presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), afirmou que País não pode ficar sujeito às decisões dos Estados Unidos sem antes passar por um diálogo


Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Nelsinho Trad (PSD-MS), afirmou que Brasil não pode ficar sujeito às decisões dos Estados Unidos sem antes passar por um diálogo.  Ele criticou a medida de Trump sobre a taxação do aço e do alumínio produzidos no País.

“Eu espero que essa medida, assim como teve no passado, possa ser revista. Não concordo com qualquer variação, flutuação que se dê na nossa moeda, que é algo natural, venha os Estados Unidos com a faca no pescoço”, declarou ao Congresso em Foco.

Nelsinho ainda afirma que a atitude do presidente americano se configura como forma de buscar apoio para as eleições em 2020. “Acho que ele está aproveitando um momento de campanha eleitoral para poder se credenciar junto ao setor do agronegócio americano. O Brasil não pode ficar sujeito a esse tipo de manobra”, disparou o parlamentar.

Leia Mais
+Trump determina retomada de taxa sobre o aço brasileiro
+Bolsonaro usará “canal aberto” com Trump para tratar de taxa sobre o aço brasileiro