Ronaldo Caiado rompe com Bolsonaro e diz que presidente fez “discurso totalmente irresponsável”

O gestor que era forte aliado, anunciou que não conversará mais com o chefe do Executivo e que o estado não atenderá suas determinações sobre o combate ao coronavírus


Foto: Agência Brasil.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Ronaldo Caiado (DEM), governador de Goiás, rompeu com Jair Bolsonaro no dia seguinte ao pronunciamento do presidente em rede nacional, na noite da terça-feira, 24. O gestor que era forte aliado, anunciou que não conversará mais com o chefe do Executivo e que o estado não atenderá suas determinações sobre o combate ao coronavírus.

Caiado ainda teceu críticas às as declarações feitas por Bolsonaro sobre os impactos econômicos da crise e seus ataques aos governadores. O governador classificou as palavras do presidente como um “discurso totalmente irresponsável”.

“Não posso admitir que venha agora o presidente da República lavar as mãos e responsabilizar outras pessoas por um colapso econômico. Não faz parte da postura de um governante. Um estadista tem que ter coragem de assumir as dificuldades. Se existem falhas na economia, não tente responsabilizar outras pessoas, assuma sua parcela”, pontuou.