Rodrigo Maia afirma que Bolsonaro pode ser responsabilizado se contrariar OMS

O presidente do Brasil tem se mostrado contra as regras de isolamento social


Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, comentou que Bolsonaro pode chegar a ser responsabilizado se contrariar as orientações de isolamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), durante a pandemia do novo coronavírus.

Na terça-feira, 7, ele pontuou o alerta em entrevista à TV Globo. “Responsabilizado já se pode do ponto de vista das inúmeras entrevistas onde ele estimula o fim do isolamento sem nenhum embasamento científico, sem nenhum embasamento técnico”.

“Agora, quando ele assina um decreto, quando o governo faz uma defesa formal no Supremo na linha contrária do que todos estão defendendo, do que a OMS está defendendo, é claro que, a partir daí, a situação fica muito diferente e fica muito mais concreta”, acrescentou Maia.

Bolsonaro já se mostrou contra o isolamento total e recentemente disse ter um decreto pronto na gaveta para autorizar a reabertura do comércio e a retomada à normalidade.