Renan Calheiros ataca Moro e chama Lava Jato de “sindicato do crime”

“Não se tratam apenas de convicções políticas míopes, mas de uma overdose de transgressões. Um sindicato clandestino do crime encabeçado por agentes públicos”, disse o parlamentar


Foto: Divulgação Facebook

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) criticou a atuação do ministro da Segurança Pública, Sergio Moro, e dos procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato. Ontem, 13, na tribuna do Senado, Calheiros classificou como “sindicato do crime” a Lava Jato.

“Não se tratam apenas de convicções políticas míopes, mas de uma overdose de transgressões. Um sindicato clandestino do crime encabeçado por agentes públicos”, disparou.

Em seu Facebook, o parlamentar escreveu: ‪”Falei sobre os diálogos de Deltan Dallagnol e sua turma. As conversas comprovam a corrupção e a militância política que denuncio há anos. ‬ O Conselho Nacional do Ministério Público acertou ao levar à frente às denúncias contra o procurador”.