Reijers investe em novos processos para adequar produtos às exigências do mercado europeu

Objetivo é enviar a primeira remessa para a Europa ainda no segundo semestre


Foto: Divulgação Reijers

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A Reijers, maior produtora de flores do País, está investindo em tecnologia para adequar suas flores às normas de exportação e padrão de qualidade internacionais.

“Trouxemos um técnico internacional para acompanhar o nosso processo de produção. Vamos nos reconfigurar às exigências internacionais. Temos condições de entregar flores nos padrões solicitados pelo mercado europeu”, destaca o empresário Roberto Reijers.

O objetivo é enviar a primeira remessa para a Europa ainda no segundo semestre. Segundo ele, serão enviadas até 1,5 milhão de hastes para o Velho Continente. Os botões sairão da unidade produtora de São Benedito, na Serra da Ibiapaba.

Produção
100% da produção da Reijers é destinada para o mercado interno. Mas a meta é ambiciosa: vender 30% do que se produz para o mercado internacional. Entre os destinos está a Holanda. “Eles distribuem as flores para toda Europa. Por lá, o predomínio das cores são as tonalidades mais claras e botões menores, diferente do Brasil”, explica o empresário.