“Querem me atingir? Venham pra cima de mim!”, dispara Bolsonaro sobre investigação do MPRJ ao filho Flávio

"Agora estão fazendo esculacho em cima do meu filho. Querem me atingir? Venham pra cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar", disse o presidente em viagem à Dallas, nos Estados Unidos


Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que seu filho, Flávio, está sendo perseguido pelas investigações do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPRJ). Segundo ele, trata-se de uma forma de atingir seu Governo.

“Agora estão fazendo esculacho em cima do meu filho. Querem me atingir? Venham pra cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar”, disse o presidente em viagem à Dallas, nos Estados Unidos. A informação foi noticiada pelo Valor.

“Grandes setores da mídia, ao qual vocês integram, não estão satisfeitos com meu Governo, que é um Governo de austeridade, é um Governo de responsabilidade com o dinheiro público, é um Governo que não vai mentir e não vai aceitar negociações. Não vai aceitar conchavos para atender interesse de quem quer que seja. E ponto final”, retrucou o presidente.

Leia Mais
+Flávio Bolsonaro desmente informações sobre lavagem de dinheiro: “Continuo sendo vítima”