PT fala que investimento em saúde cresceu nos governos Lula e Dilma: “desvio bilionário é falso”

O PT explica que o gasto com saúde cresce 304%. Reforça que quem removeu dinheiro da área foi o ex-presidente Michel Temer e o presidente Jair Bolsonaro


Bandeira do PT. Foto: Reprodução Facebook

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O PT se defendeu das acusações que têm recebido sobre eventuais desvios de saúde nos governos Lula e Dilma. “Existe uma desinformação antiga, mas que nas últimas semanas voltou com força, aproveitando-se da crise sanitária que vivemos com a pandemia de COVID-19 e os necessários investimentos em saúde. Essa mensagem afirma que o PT desviou R$ 242 bilhões da saúde durante os governos Lula e Dilma – o que é mentira”, declara o partido.

A legenda explica que a notícia é falsa e inclui na conta recursos da CPMF que deixaram se ser aplicados na saúde. “O fato é que parte do dinheiro não foi para o SUS porque seguiu destinado à Previdência e aos programas de combate à pobreza, não por desvios do PT, mas pela divisão feita pela Emenda Constitucional 37, de 2002, aprovada no governo Fernando Henrique”, declarou.

O PT explica que o gasto com saúde cresce 304% e reforça que quem removeu dinheiro da área foi o ex-presidente Michel Temer e o presidente Jair Bolsonaro.