PSL, ex-partido do Bolsonaro, receberá quase R$ 200 milhões do fundo eleitoral

Apenas o Novo e o PRTB renunciaram ao direito de usar dinheiro público nas eleições deste ano


Imagem: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.bor

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou a lista preliminar dos partidos políticos autorizados a receberem recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), no valor total de R$ R$ 2,03 bilhões para as eleições de 2020. De acordo com o TSE, até agora tão apenas 11 agremiações partidárias preencheram os requisitos para receber o valor a ser gasto nas campanhas de seus candidatos.

Para as eleições 2020, trinta e três partidos estão inscritos para concorrer as eleições. No caso, o partido Novo, que teria direito a R$ 36,5 milhões, e o partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), que receberia R$ 1,2 milhão, renunciaram as verbas do fundo eleitoral que teriam direito.

Veja a lista dos partidos  e seus respectivos valores: Partido Social Liberal (PSL) – R$ 199,4 milhões; Partido Social Democrático (PSD) – R$ 138,8 milhões; Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) – R$ 130,4 milhões; Partido Liberal (PL) – R$ 117,6 milhões; Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) – R$ 46,6 milhões; Solidariedade – R$ 46 milhões; Patriota – R$ 35,1 milhões; Partido Social Cristão (PSC) – R$ 33,2 milhões; Rede – R$ 28,4 milhões; Partido Verde (PV) – R$ 20,4 milhões; e Partido da Mulher Brasileira (PMB) – R$ 1,2 milhão.

*Com informação TSE