PSDB aciona Conselho de Ética da Assembleia contra André Fernandes

A representação foi protocolada ontem, 21, e solicita que o Conselho apure as acusações feitas pelo parlamentar ao Secretário de Saúde do Estado, Dr. Cabeto, de pressionar médicos para o fornecimento de atestados de óbitos falsos de pacientes vítimas da COVID-19


André Fernandes. Foto: Divulgação Facebook

Equipe Focus.Jor
focus@focus.jor.br

O PSDB acionou o Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Ceará contra o deputado André Fernandes por decoro parlamentar. A representação foi protocolada ontem, 21, e solicita que o Conselho apure as acusações feitas pelo parlamentar ao Secretário de Saúde do Estado, Dr. Cabeto, de pressionar médicos para o fornecimento de atestados de óbitos falsos de pacientes vítimas da COVID-19.

“São denúncias elaboradas de má-fé, tentando atingir a imagem do secretário, com graves consequências sobre a segurança e a saúde da população, em pleno enfrentamento à pandemia do novo coronavírus” afirma o presidente do diretório estadual do PSDB, ex-senador Luiz Pontes.

“Ao generalizar suas acusações, sem aprofundamento e muito provas necessárias, o deputado André Fernandes atinge de forma grosseira todo o povo cearense já tão psicologicamente abalado por dois longos meses de pandemia da COVID-19, atinge também a classe médica, ao Secretário, ao PSDB e seus integrante, como do próprio Parlamento”, complementa Pontes.

Vale lembrar que Dr. Cabeto é filiado ao PSDB desde 2013 e integra o diretório estadual da legenda no Ceará.

Segunda representação contra Fernandes
A representação do PSDB por quebra de decoro parlamentar é a segunda da legenda contra André Fernandes. A primeira foi oficializada em junho de 2019, por denúncia que apontava envolvimento de parlamentares com facções criminosas no Estado. A ação vem tramitando desde então e está em sua fase final, com parecer do Conselho de Ética recomendando a suspensão do mandato parlamentar de Fernandes por 30 dias. Para ser concluído, no entanto, ainda precisa de passar por votação em Plenário.