Programa de modernização do TJCE recebe elogios do BID

O projeto do judiciário cearense é pioneiro e já está inspirando outros tribunais, destacou o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Mariano Lafuente


Desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, em recepção à equipe do BID. Foto: TJCE

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A 1ª Missão de Supervisão do Programa de Modernização do Judiciário (Promojud) terminou, nesta quinta-feira (17/11), com apresentação do relatório da visita, contendo avaliação dos primeiros meses de trabalho, deliberações e acordos pactuados entre o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O representante do BID, Mariano Lafuente, explicou que a análise do somatório de recursos aplicados está entre as formas de mensurar os avanços.

“O Programa desembolsou 22% do montante total em somente um ano. Para se ter uma ideia, em outros países, projetos similares desembolsam 6%. Então, nesse sentido, temos uma execução muito dinâmica, avanços importantes em investimentos, e esperamos que continue dessa forma. O projeto é pioneiro e já está inspirando outros tribunais”, destacou Mariano Lafuente.

A presidente do TJCE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, agradeceu a parceria com o BID “na concretização deste momento e pelo suporte técnico e financeiro, fundamentais à execução do Promojud. O Programa de Modernização do Judiciário nos traz mais do que um precioso financiamento na melhoria das nossas atividades judiciárias, traz também um incremento na governança da instituição e ricas trocas de experiências entre os países participantes. O Tribunal de Justiça do Ceará tem orgulho de representar o Ceará e o Brasil neste diálogo internacional”.

Presidente eleito para o biênio 2023-2025, o desembargador Abelardo Benevides Moraes, atual vice-presidente do TJCE, também participou da solenidade de encerramento da 1ª Missão de Supervisão do Promojud. Presentes, ainda, os desembargadores Paulo Airton Albuquerque Filho (corregedor-geral da Justiça), Heráclito Vieira de Sousa Neto (vice-presidente eleito para o próximo biênio) e Maria Edna Martins, (próxima corregedora-geral da Justiça).

Magistrados, superintendentes e secretários do Tribunal de Justiça e outros servidores que atuam como patrocinadores e cogestores de projetos do Promojud acompanharam.

*Com informação TJCE