Produção industrial recua em 8 dos 15 locais pesquisados em novembro pelo IBGE

As maiores perdas foram registradas pelo Amazonas (-3,5%), Ceará (-2,5%) e Rio de Janeiro (-2,2%)


Foto: Gilson Abreu

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A produção industrial recuou em oito dos 15 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de outubro para novembro. As maiores perdas foram registradas pelo Amazonas (-3,5%), Ceará (-2,5%) e Rio de Janeiro (-2,2%). São Paulo está entre as maiores altas, com 1% de crescimento, atrás de Mato Grosso (14,6%), Santa Catarina (5%), Pará (3,5%) e Rio Grande do Sul (1,2%).

Em novembro, a produção industrial caiu 0,2% contra outubro, mas acumulava alta de 4,7% no ano e 5% em 12 meses.

Na comparação com novembro de 2020, a indústria nacional teve redução de 4,4% em novembro de 2021, com dez dos 15 locais pesquisados apontando taxas negativas. Vale citar que novembro de 2021 (20 dias) teve o mesmo número de dias úteis do que igual mês do ano anterior (20). Bahia (-15,7%), Amazonas (-13,0%), Ceará (-11,1%) e Região Nordeste (-10,5%) assinalaram os recuos de dois dígitos e os mais intensos.

A média móvel trimestral ficou negativa em dez dos quinze locais, liderados por Amazonas (-2,5%), Minas Gerais (-1,4%), Ceará (-1,2%), São Paulo (-0,9%), Goiás (-0,8%) e Santa Catarina (-0,6%).

O acumulado do ano cresceu em nove dos 15 locais, com destaque para Santa Catarina (12,4%), Rio Grande do Sul (11,2%), Minas Gerais (10,9%) e Paraná (10,0%). Já o acumulado dos últimos 12 meses avançou em dez dos quinze locais pesquisados pelo IBGE.

Agência Estado