Presidente da OAB afirma que é “militante” e não irá se retratar após criticar apoiadores de Bolsonaro

"Sou militante, mesmo. Sou militante de Direitos Humanos, das causas das mulheres, dos negros, e tenho muito orgulho disso. Por isso, eles não gostam de mim. Não deixarei de ser militante dessas causas, não sou obrigado. Esse é o papel da OAB", disse Felipe Santa Cruz


Felipe Santa Cruz. Foto: Divulgação.

Equipe Focus
Focus@focus.jor.br

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, não se arrepende de ter declarado que quem apoia Bolsonaro tem “desvio de caráter”. O advogado jogou mais lenha na fogueira ao afirmar que é militante “com muito orgulho”.

Santa Cruz respondeu o ministro da Justiça, Sergio Moro, após o ex-juiz afirmar que só concordaria conversar com quem ele acha válido. “Sou militante, mesmo. Sou militante de Direitos Humanos, das causas das mulheres, dos negros, e tenho muito orgulho disso. Por isso, eles não gostam de mim. Não deixarei de ser militante dessas causas, não sou obrigado. Esse é o papel da OAB”, disse Santa Cruz em entrevista à jornalista Costança Redenze, da UOL.

Contudo, o presidente da OAB destacou que foi mal interpretado quando se referiu aos eleitores de Bolsonaro. “Acho que o presidente atrai o apoio dessas pessoas pró ditadura, pró racismo, mas obviamente essa não é a totalidade dos eleitores dele. Não vou retratar-me porque ele não nega esses posicionamentos. O que eu me preocupo é com a potencialização desse grupo que representa o retrocesso, que ignora a luta das mulheres, as causas ambientais”, pontuou o advogado.

Leia Mais
+Felipe Santa Cruz afirma que “há um ditador enrustido” em Bolsonaro
+Presidente da OAB afirma que quem apoia Bolsonaro tem “desvio de caráter”
+OAB mira em startups de serviços jurídicos