Presidente da Anvisa confirma reunião no Planalto para discutir alteração da bula da cloroquina

A afirmação foi feita em depoimento à CPI da COVID. Na semana passada, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta já havia mencionado a reunião.


CPI da COVID ouve o diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, confirmou, nesta terça-feira, 11, que a mudança na bula da cloroquina foi discutida durante uma uma reunião no Palácio do Planalto, em 2020.

A afirmação foi feita em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID. Na semana passada, na mesma comissão, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta já havia mencionado a reunião.

Na ocasião, onde inclusive teria sido apresentada uma minuta do decreto presidencial, Barra Torres rechaçou a proposta, segundo Mandetta. O presidente da Anvisa confirmou também essa parte do relato.

O presidente da Anvisa foi questionado pelo relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), sobre quem seria o autor da proposta de alterar a bula.

“Eu não tenho informação de quem era o o autor, quem teve a ideia”, respondeu Barra Torres.

Barra Torres também foi questionado sobre quem estava na reunião em que foi debatida a minuta do decreto.

“Confirmo que estávamos lá, de minha memória, o general Braga Netto [então ministro da Casa Civil], o ministro Mandetta, eu e a doutora Nise Yamaguchi [médica]. Havia um médico sentado ao lado dela, não me recordo o nome”, explicou. Barra Torres disse ainda que não se lembrava da presença de outros ministros.