Prefeito para os invisíveis, por Carlos Matos

"Fortaleza pode ser uma cidade muito melhor. Mais rica, mais moderna e principalmente mais segura."


Carlos Matos, presidente do PSDB em Fortaleza. Foto: divulgação.

Milhares de fortalezenses vivem completamente abandonados pelo poder público. Vivem na lama, em meio a violência que destrói sonhos e arrasa famílias inteiras. São jovens sem a menor perspectiva de futuro, sem ter a quem recorrer ou pedir ajuda nos momentos de dificuldade. São mães que lutam sozinhas para proteger os filhos das drogas e do crime. A esperança já não faz parte do vocabulário de tantas famílias de Fortaleza, que deixaram de acreditar que as coisas podem melhorar.

É por essas famílias que Fortaleza precisa ter pressa para construir uma cidade mais desenvolvida, mais humana, com oportunidade para todos. Precisamos de uma vez por todas construir uma ponte de oportunidades para que cada um dos fortalezenses tenha um trabalho digno, e possa ter o direito de sorrir, de ser feliz. Um governante que não se importa com a felicidade dos cidadãos é cúmplice do atraso e miséria que persiste na nossa sociedade.

A hora é de revolucionar a cidade com novas propostas, novos conceitos. Sair da paralisia em que vivemos há décadas. Dizem que loucura é querer obter resultados diferentes aplicando as mesmas práticas. Chegou o momento de novas práticas, de ouvir os milhares de invisíveis que ainda não tiveram o direito de ser ouvidos. Uma parcela expressiva da nossa sociedade vive sem prefeito, sem vereadores, totalmente esquecida. Isso precisa mudar.

Fortaleza pode ser uma cidade muito melhor. Mais rica, mais moderna e principalmente mais segura. Precisamos dar voz aos que nunca foram ouvidos e abrir as portas para o desenvolvimento. Vivemos agora um momento decisivo para saber como será o nosso futuro.