PDT realiza encontro nacional e deve definir estratégia para eleição da Mesa da Câmara

Sobre a eleição para presidência do Senado, o deputado André Figueiredo, afirmou que o quadro ainda é muito incerto para tomar uma decisão.


Edvaldo Araújo
edvaldo@focus.jor.br

O PDT inicia nesta sexta-feira, 11, no Rio de Janeiro, encontro que deve definir, entre outras coisas, as estratégias para eleição da Mesa Diretora da Câmara Federal. O PDT faz parte do grupo que reúne ainda PCdoB e PSB. Até a adesão do PSL à candidatura de Rodrigo Maia, o grupo havia se mostrado propenso a aderir à candidatura do atual presidente da Câmara. Agora, o PDT deve reavaliar a posição.

Segundo o atual líder do partido na Câmara, deputado André Figueiredo, a adesão do PSL criou dificuldades porque o grupo buscava apoiar um nome com independência. “Não estamos descartando, mas sabemos que precisamos rever. No encontro, vamos discutir esta questão. Mas a decisão final será tomada em conjunto com PCdoB e PSB”.

Sobre a eleição para Presidência do Senado, o deputado afirmou que o quadro ainda é muito indefinido. O senador eleito Cid Gomes, em contato com a Focus no início do mês, garantiu o encontro seria um momento central para definir também os rumos do PDT na eleição do Senado.

Além das estratégias para eleições na Câmara e no Senado, o PDT deve ainda discutir as lideranças nas duas casas e uma política de comunicação social para o partido.