Moro vai leiloar bens de traficantes para financiar polícias

O ministro tem pressa: hoje, a alienação demora de cinco a oito anos, tempo em que o material se deteriora


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

São carros de luxo, aviões, helicópteros e até fazendas na lista de 80 mil bens apreendidos em operações de combate ao tráficos de drogas. O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai apressar a venda dessas mercadorias e imóveis. O objetivo é usar o apurado no fundo para comprar novos equipamentos que serão colocados a serviço das polícias Federal e estaduais.

“Os bens ainda estão sendo catalogados para cálculo do valor total, mas um leilão de parte desse patrimônio em São Paulo rendeu R$ 3 milhões em 2018. “Para facilitar a venda, será criado um site no qual o internauta poderá dar lances online. Avalia-se que atualmente essas ofertas são menores porque só participa dos leilões quem mora no Estado onde são realizados”, informa a Coluna do Estadão.

A nota informa ainda que a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas firmará parceria com o Ministério Público para conscientizar juízes da importância de leiloar os bens antes do transitado em julgado. “Hoje, a alienação demora de cinco a oito anos, tempo em que o material se deteriora”.