Amigo de Bolsonaro é promovido na Petrobras e salário salta de R$ 15 mil para R$ 50 mil

"Capitão Victor" é administrador, está na estatal há dez anos e nunca teve função gratificada significativa


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Essa é do O Antagonista: Petrobras comunicou a funcionários na tarde de hoje, por meio de uma videoconferência, que o novo gerente de Inteligência e Segurança Corporativa da estatal será Carlos Victor Guerra Nagem, conhecido como Capitão Victor, “amigo particular” de Jair Bolsonaro, segundo o próprio presidente.

Victor é administrador e passou em concurso da Petrobras há cerca de 10 anos. Nesse período, nunca teve função gratificada significativa. Atualmente, é lotado em Curitiba. 

Por pelo menos duas vezes, pediu à empresa “licença para promoção de campanha eleitoral” (veja aqui o documento). Em 2016, candidatou-se a vereador de Curitiba pelo PSC, então partido de Bolsonaro, que fez campanha para ele (veja aqui um vídeo). Capitão Victor recebeu 1.129 votos e não se elegeu.

No ano passado, em novo afastamento da estatal, Victor tentou uma vaga para deputado estadual — também pelo PSC e igualmente com o apoio do amigo então presidenciável. Ganhou 583 votos e, de novo, não foi eleito.

Agora, com Bolsonaro no Planalto, conseguiu o grande salto da carreira na Petrobras. Com um salário atual em torno de 15 mil reais, passará a ganhar mais de 50 mil reais por mês e comandará uma das mais importantes gerências da estatal.

Bolsonaro e Capitão Victor são amigos há mais de 30 anos.