Pesquisa AtlasIntel/CNN aponta Camilo com 72,5% dos votos válidos

Âncora da candidatura de Elmano, o desempenho de Camilo na disputa para o Senado o aproxima do resultado de 2018 para o Governo e deve transformar o ex-governador no Ceará no senador campeão de votos no Brasil


Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Caso a pesquisa AtlasIntel/CNN tenha captado o real sentimento dos eleitores do Ceará, Camilo Santana tem 72,5% dos votos válidos na corrida para o Senado e se aproxima do resultado que obteve em 2018 quando disputou a reeleição para o Governo. Naque disputa, o petista terminou a eleição com 79,96% dos votos válidos.

O desempenho de Camilo na disputa para o Senado deve transformar o ex-governador no Ceará no senador campeão de votos no Brasil. Essa é também a avaliação de Andrei Roman, Ceo da Atlas, na entrevista que concedeu ao Focus no sábado passado.

Não há dúvida que o desempenho de Camilo na campanha seja uma uma alavanca determinante para elevar as posições de Elmano de Freitas, uma candidatura que se concretizou há apenas dois meses e que tinha baixo índice de conhecimento entre os eleitores.

A pesquisa AtlasIntel/CNN entrevistou 1.600 eleitores. A margemn de erro é de 2,5 pontos percentuais para cima ou para baixo. O levantamento foi registrado no TSE com a identificação CE-07698/2022.

Focus e AtlasIntel saem com nova pesquisa em 1º de outubro, sábado, véspera do dia da eleição.

Vejam os quadros com o desempenho de Camilo e dos outros candidatos

Pesquisa estimulada

Votos válidos

A pesquisa AtlasIntel

Leia Mais
+Em vídeo, Andrei Roman, da Atlas, diz que “enxerga no Ceará a possibilidade de vitória no 1ª turno”
+Elmano chega a 45,1% dos votos válidos na AtlasIntel/CNN e pode vencer no 1º turno
+Lula tem 57,3% dos votos válidos no Ceará; Bolsonaro fica com 25,7% e Ciro 13,9%, aponta AtlasIntel/CNN

 

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.