Para Wall Street, “o Brasil está de volta, baby!”

A revista Forbes dos EUA se baseou no forte e positivo desempenho da bolsa de valores brasileira. "O Brasil está de chorar ultimamente. Seu Índice Bovespa está superando a China"


Jato da Força Aérea Brasileira”: a expectativa é que a reforma da Previdência crie as condições básicas para uma nova fase de crescimento econômico.

Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

Pouco antes do início da votação da nova Previdência, o colaborador senior da Forbes norte-americana, Kenneth Rapoza, assinou um texto com o seguinte título: For Wall Street, Brazil Is Back, Baby! Em bom português: Para Wall Street, o Brasil está de volta, Baby!

A Forbes se baseou no forte e positivo desempenho da bolsa de valores brasileira. “O Brasil está de chorar ultimamente. Seu Índice Bovespa bate todos os mercados emergentes. Está superando a China”, escreveu o analista.

Claro que o texto relaciona o desempenho da bolsa brasileira à expectativa pela aprovação da nova Previdência, que se daria no mesmo dia (ainda falta o segundo turno na Câmara e os dois turnos no Senado, fases consideradas mais fáceis). “Tudo isso graças a um projeto de reforma que já foi impopular e teve dezenas de milhares de manifestantes em pressão ao novo presidente para reformular o sistema de pensões públicas do Brasil”.

Escreve Kenneth: “No último mês, o iShares MSCI Brazil (EWZ) ganhou 7,5% contra apenas 2,24% para o benchmark MSCI Emerging Markets Index. Se você tivesse apostado US $ 10.000 no fim de semana de 4 de julho do ETF do Brasil, teria US $ 3.700 adicionais como ganho de 12 meses”.

Porém, o analista da Forbes lembra que a economia do Brasil ainda está frágil e que há muito a se fazer além da dita reforma. “Os bancos vêm reduzindo a expectativa de crescimento econômico. No entanto, os investidores estão negligenciando os fundamentos e apostando no bom andamento a partir de agora”.

Veja o texto original completo aqui, em inglês.