Para 85% dos empresários cearenses, retorno das atividades é a medida mais importante neste momento

O dado, divulgado nesta quinta-feira, 1º de abril, pela Fecomércio Ceará, faz parte de uma pesquisa sobre a percepção do cearense quanto ao lockdown


Centro de Fortaleza.Foto: Divulgação Fecomércio

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Para 85,0% dos empresários cearenses, a medida mais importante neste momento é a flexibilização do isolamento, permitindo a abertura das empresas, estimulando a economia e evitando o desemprego.

O dado, divulgado nesta quinta-feira, 1º de abril, pela Fecomércio Ceará, faz parte de uma pesquisa sobre a percepção do cearense quanto ao lockdown.

De acordo com o levantamento, apenas 12,8% dos empresários acreditam que a medida mais importante neste momento seja manter as atividades econômicas fechadas, como medida de prevenção ao COVID-19. E 3,7% dos entrevistados disseram não saber qual medida seria mais importante.

Considerando todos os participantes da pesquisa (empresário, trabalhador formal, trabalhador informal, desempregados, dentre outros), 74,1% defendem a flexibilização do isolamento e apenas 22,2% acreditam que o melhor seja deixar as atividades econômicas fechadas. Do total, 3,7% disseram não saber.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) e ouviu 2.031 pessoas de 24 a 27 de março.