Pacobahyba pode ir para o MEC com Camilo e abrir vaga na Fazenda

O orçamento para 2023 do MEC chega perto dos R$ 150 bilhões. Isso é mais de quatro vezes o orçamento do Ceará (R$ 36 bi) previsto para o mesmo ano 


A secretária da Fazenda pode optar por dedicar-se mais às contas do Ministério da Educação que a do Ceará. Imagem: Fazebook.

Atenção: não se deve dar como certa a permanência de Fernanda Macedo Pacobahyba na Sefaz. Não por que Elmano de Freitas nõ a quira lá. Pelo contrário. É que Camilo Santana a quer compondo sua equipe no Ministério da Educação. A discussão ainda está em aberto.

Sim, Camilo precisa de gente com experiência em contas públicas perto de si. Para que os leitores tenham uma ideia, o orçamento para 2023 do MEC chega perto dos R$ 150 bilhões. Isso é mais de quatro vezes o orçamento do Ceará (R$ 36 bi) previsto para o mesmo ano.

 

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.