O que é a política? Um ponto de vista de um conservador, por Igor de Lucena


Articulista do Focus, Igor Macedo de Lucena é economista e empresário. Professor do curso de Ciências Econômicas da UniFanor Wyden; Fellow Associate of the Chatham House – the Royal Institute of International Affairs  e Membre Associé du IFRI – Institut Français des Relations Internationales.

A política no cerne básico da palavra, do ponto de vista aristotélico e filosófico, pode ser entendida como a investigação das formas de governo e a criação de instituições capazes de gerar felicidade às pessoas. A pólis em grego significa a cidade, logo a política significa a administração da cidade, do local de convivência das pessoas ou a ciência de governar.

Essa concepção aristotélica é algo bastante abstrato para os dias atuais, principalmente em um mundo onde conceitos, ideias e pensamentos mudam a todo instante, contudo as mudanças dentro da política nem sempre podem ser consideradas como positivas. O suposto progressismo do Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei ou a Revolução Russa gerou mudanças que resultaram em sociedades piores para suas populações e que deixaram marcas até hoje.

Dentro desse conceito é que se encontra o Conservadorismo, muitas vezes erroneamente tratado como um sinônimo de “atraso” ou “inação política”, principalmente no Brasil e na América Latina onde a necessidade de mudanças sócias é constante. O real Conservadorismo tem sua primeira aparição do ponto de vista político em 1818 com François-René de Chateaubriand durante o período da Restauração Bourbon que buscou reverter as políticas da Revolução Francesa.

Sua expansão pelo mundo se deu pelos ingleses no século XVII. Os conservadores tipicamente vêem Richard Hooker (1554-1600) como o pai fundador do Conservadorismo, junto com o marquês de Halifax (1633-1695), David Hume (1711-1776) e Edmund Burke (1729-1797). Halifax promoveu o pragmatismo no governo, enquanto Hume argumentou contra o racionalismo político e o utopismo.

Mas o que defende hoje o Conservadorismo? O que seria a política dos conservadores? O Conservadorismo é uma filosofia política e social que promove a defesa das instituições tradicionais no contexto da cultura e da civilização. Os princípios centrais do conservadorismo incluem as tradições, a democracia representativa, a sociedade organizada, a hierarquia, a autoridade e os direitos de propriedade. Os conservadores procuram preservar uma série de instituições como a religião, o governo parlamentar e os direitos civis, com o objetivo de enfatizar a estabilidade dentro de uma sociedade.

Os conservadores entendem que mudanças abruptas, sem planejamento adequado ou apressadas dentro das sociedades são perigosas pois podem piorar a situação social das pessoas. A evolução de instituições, leis e conceitos dentro das sociedades devem ser feitas após grandes debates e quando todas as dúvidas e análises sobre os impactos das mudanças forem exauridos, de modo que se tenha absoluta certezas que aquela mudança efetivamente deixará a população em uma situação melhor do que está hoje. 

Algumas pessoas conseguiram transformar essa teoria em ações políticas e muitas delas em frases que ficaram marcadas na história como a ex-primeira ministra Margaret Thatcher quando disse que: “Os conservadores têm excelentes credenciais para falar sobre direitos humanos. Por nossos esforços e com pouca ajuda dos ditos liberais, fomos em grande parte responsáveis por assegurar a liberdade para uma parcela substancial da população mundial e defendê-la para a outra parte.”

Outro importante conservador foi Winston Churchill quando lembrou que: “Muitas formas de governo foram julgadas e serão tentadas neste mundo de pecados e infortúnios. Ninguém finge que a democracia é perfeita ou totalmente sábia. De fato, foi dito que a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todas as outras formas que foram  tentadas ao longo da história ”.

Atualmente o Conservadorismo e a busca da estabilidade das instituições também foi defendido pela Chanceler Angela Merkel quando disse que “E, portanto, desejo que em 50 anos os cidadãos da Europa digam: Naquela época, em Berlim, a Europa unida definiu o curso corretamente. Naquela época, em Berlim, a União Europeia buscou um bom futuro. Depois, renovou seus fundamentos para dar sua contribuição para dentro, neste velho continente, assim como para fora, neste mundo gigante.”

De acordo com a ex-primeira-ministra Theresa May, o conservadorismo tem em si uma visão política que tem um objetivo principal, que é ter a certeza de que a vida das pessoas se tornará melhor. Ela afirmou que “No coração, a política é sobre a diferença que fazemos todos os dias na vida das pessoas de todo o país”. 

Para o Brasil o Conservadorismo nos serve para impedir que decisões políticas tomadas no calor das emoções, muitas vezes sem estudos de viabilidade ou sem a real análise das consequências nas vidas das pessoas sejam implementadas. Além disso o Conservadorismo nos garante a estabilidade das instituições e a letra morta das leis.