Netflix lança nesta sexta-feira, 23, série que conta a história da lava-jato

Em oito episódios, O Mecanismo conta a história do delegado Marco Ruffo, interpretado por Selton Mello, que tenta prender o doleiro Roberto Ibrahim, interpretado por Enrique Díaz.


Por Edvaldo Araújo
edvaldo@focus.jor.br

Coincidentemente, no mesmo dia que completa sua sua 50ª fase, a operação Lava-Jato chega as telas da Netflix, através da série O Mecanismo. Dirigido pelo José Padilha, que dirigiu filmes como “Ônibus 174” e “Tropa de Elite”, a série é uma criação de Elena Soarez e José Padilha, inspirada no  livro “Lava Jato – O Juiz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil”, escrito pelo jornalista Vladimir Netto.

Em oito episódios, o roteiro conta a história do delegado Marco Ruffo, interpretado por Selton Mello, que tenta prender o doleiro Roberto Ibrahim, interpretado por Enrique Díaz, acusado de envolvimento em remessa ilegal de dólares para o exterior. A produção segue os fatos da Lava Jato até meados da 7ª fase da operação.

Padilha já dirigiu o “Narco” e “Tropa de Elite” e pelo primeiro episódio percebe-se que segue a mesma linha. A história centrada no delegado Ruffo mescla ação com narrativa em primeira pessoa. Aos poucos a história recente do Brasil aparece de forma romanceada, mas com toque preciso de realidade.

Ao final… deixa pra lá. É mera ficção.