“Não entrei no governo para servir a um mestre”, declara Sergio Moro

Sergio Moro disse que se sentiu desconfortável em ser parte de um governo cuja liderança não levou a sério a pandemia do novo coronavírus


Foto: Ueslei Marcelino.

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, comentou que aceitou o convite para entrar no governo Jair Bolsonaro com o objetivo de “servir ao país, à lei”. A fala do ex-juiz foi dita em entrevista à Time.

“Eu não entrei no governo para servir a um mestre. Eu entrei para servir ao país, à lei”, disse Moro, que compartilhou também mensagem no Twitter. O ex-ministro disse ainda que se sentiu desconfortável em ser parte de um governo cuja liderança não levou a sério a pandemia do novo coronavírus.

“Mas o meu foco está no estado de direito”, complementou Moro na conversa com a revista dos Estados Unidos.