Governo francês denuncia vandalismo ao Arco do Triunfo em manifestação

De acordo com a Reuters, pelo menos 205 pessoas foram detidas e 65 ficaram feridas nos protestos na manhã deste sábado.


Foto: Agência Brasil

O primeiro-ministro da França, Édouard Philippe, denunciou hoje (1º) ataque ao Arco do Triunfo durante a manifestação dos “coletes amarelos”, onde um grupo de arruaceiros forçaram as barreiras de proteção e vandalizaram o monumento.

“Quero dizer que me surpreendeu muito este questionamento aos símbolos da França: o fato de o Arco do Triunfo ter sido pichado, que em volta do túmulo do soldado desconhecido pudesse ocorrer uma manifestação. Não estou feliz com estas imagens, elas me surpreendem”, declarou Philippe.

Os manifestantes mais violentos forçaram as barreiras que cercavam o monumento e fizeram uma pichação que dizia: “Os coletes amarelos triunfarão”.

Números
O primeiro-ministro deu os números de participação nas mobilizações dos “coletes amarelos” contra o aumento dos impostos sobre os combustíveis e a perda de poder aquisitivo, que chegam a 5.500 em Paris e 36 mil em toda a França. De acordo com a Reuters, pelo menos 205 pessoas foram detidas e 54 ficaram feridas.

“Desde muito cedo, indivíduos equipados e determinados a provocar as forças da ordem se reuniram na parte externa do perímetro estabelecido para permitir uma manifestação ordenada. Eles mostraram grande violência em ataques, que a própria polícia considerou de uma violência extraordinária”, disse o chefe de governo.