Ministro da Educação defende entrada da polícia em universidades

"Hoje não tem necessidade de a polícia não poder entrar no campus. Por que as universidades têm regras diferentes do resto do Brasil?", questionou Abraham Weintraub


Abraham Weintraub é ministro da Educação. Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, destacou ser favorável à entrada da polícia em universidades.

“Autonomia universitária não é soberania. Entendo que no passado foi criada essa soberania universitária. Mas hoje não tem necessidade de a polícia não poder entrar no campus. Por que as universidades têm regras diferentes do resto do Brasil?”, disse durante café da manhã com jornalistas.

Ontem, 14, Weintraub afirmou que a autonomia das universidades deve se propagar no campo financeiro, especialmente na criação de mecanismos que busquem recursos e patrocínios para auxiliar na manutenção das instituições.