Mauro Filho: “Retirar estados e municípios da reforma é um crime”

A questão ainda não foi resolvida pelo relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP)


Mauro Filho. Foto: divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Mauro Filho, afirmou que retirar os estados da reforma da Previdência é um crime. A questão ainda não foi resolvida pelo relator da reforma, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), mas houve um acordo de lideranças nesse sentido.

“Ainda escuto falar de retirar estados e municípios, por birra política, e com risco para o Tesouro, porque no final quem vai pagar é ele. Retirar estados e municípios da reforma é um crime”, destacou Mauro, durante seminário promovido pela Seplag – e noticiado pelo Valor.

Mauro Filho também criticou os rearranjos feitos pelos estados na contabilização do gasto com pessoal, especialmente por meio de manobras nos relatórios de gestão fiscal.