Marquise reassume obras da ferrovia Transnordestina

A construtora já trabalha nos dois lotes MVP 1 e MVP 2, que atravessam as cidades de Missão Velha, Aurora, Lavras da Mangabeira e Cedro


Trecho da Transnordestina / Foto: Delfim Martins/Agência Senado

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A construtora cearense Marquise assinou e retomou as obras da ferrovia Transnordestina. A construtora já trabalha nos dois lotes MVP 1 e MVP 2, que atravessam as cidades de Missão Velha, Aurora, Lavras da Mangabeira e Cedro. Ao todo, com o trechos, serão gerados 500 empregos diretos.

A meta é ligar o Interior do Piauí aos terminais portuários de Pecém e Suape (Pernambuco). O trajeto tem 1.753 quilômetros de extensão.

A companhia também assinou com a Prefeitura de Fortaleza um contrato para as obras de infraestrutura e saneamento básico das ruas do bairro Canindezinho. O contrato foi celebrado com a Secretaria de Infraestrutura (Seinf). O montante investido gira em R$ 36 milhões. Serão empregados 150 trabalhadores. A obra deve ser concluída no próximo ano.