Mais de 1/3 dos médicos avaliam a hidroxicloroquina e ivermectina como eficazes contra Covid

A pesquisa é da Associação Médica Brasileira. Focus apurou que, em Fortaleza, boa parte dos protocolos médicos usa um ou os dois medicamentos para pacientes que desenvolvem os estágios iniciais da Covid-19.


Por Fábio Campos
fabiocampos@focus.jor.br

41,4% dos médicos brasileiros consideram que o uso do antiparasitário ivermectina é eficaz no combate ao Covid-19. A mesma pesquisa concluiu que 34,7% dos profissionais médicos consideram que a hidroxicloroquina deve ser usada tanto na prevenção quanto no tratamento da doença. A conclusão está na pesquisa feita pela Associação Médica Brasileira (AMB) com 3.882 médicos nas cinco regiões do Brasil. A consulta foi feita entre os dias 18 de dezembro/20 e 18 de janeiro/21. A margem de erro é de 1,5 ponto percentual.

Mesmo que a maioria dos médicos considerem os dois medicamentos ineficazes em qualquer fase, chama a atenção a significativa quantidade de profissionais que os considera eficazes e, provavelmente, a ministram para seus pacientes. Focus apurou que, em Fortaleza, sem estardalhaço, boa parte dos os protocolos médicos usa um ou os dois medicamentos para pacientes que desenvolvem os estágios iniciais da Covid-19.

O levantamento on-line, por meio da plataforma Survey Monkey, foi viabilizado com representações estaduais da AMB – as denominadas Federadas da Associação Médica Brasileira.

Veja o quadro da pesquisa

Leia Mais
+Hospital de Israel diz ter encontrado remédio para cura COVID-19
+Deu no Financial Times: antiparasitário barato reduz chances de morte por Covid em até 75%

Fábio Campos

Jornalista graduado pela Universidade Federal do Ceará (UFC), foi repórter de política e articulista do O Povo, o mais tradicional veículo de jornalismo impresso do Ceará, onde editou a Coluna Política por 14 anos (1996-2010) e a Coluna Fábio Campos por sete anos (2010-2017). Também foi editorialista do mesmo veículo entre 2013 e 2017. Concomitantemente às funções no jornal, editou o Anuário do Ceará por 15 anos, modernizando o conteúdo e o projeto gráfico da prestigiada publicação. Apresentou o programa Jogo Político na TV O Povo por 12 anos, ancorou o programa Contraponto na TV Cidade (Record), foi comentarista de política na TV Jangadeiro (SBT) e na rádio O Povo/CBN. Em agosto de 2017 iniciou a startup Focus.jor.