Maia se mostra cauteloso com decisão do STF e quer evitar enfrentamento

“A gente tem que tomar certo cuidado porque tivemos a oportunidade de ter tratado disso (prisão em segunda instância) em março”, disse o parlamentar


Rodrigo Maia reuniu líderes e o relator da reforma para decidir o calendário final da tramitação no colegiado. Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, declarou que não vai avançar com propostas relacionadas à prisão após condenação em segunda instância. Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), Maia ressaltou que não quer confronto com a Corte.

“A gente tem que tomar certo cuidado porque tivemos a oportunidade de ter tratado disso (prisão em segunda instância) em março”, disse o parlamentar.

O deputado também ressaltou que apreciar propostas “depois que a Corte decidir que ia revisitar o tema pode parecer que a gente está querendo enfrentar o Supremo, e não é o caso”.