Maia afirma que Parlamento precisa tratar com cuidado aprovação de excludente de ilicitude

O comentário do presidente da Câmara após um comentário, no Twitter, se solidarizando com a família da garota Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, que morreu com um tiro nas costas na sexta-feira, 20, no Rio de Janeiro.


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, postou na tarde deste domingo, 22, que o “excludente de ilicitude que está em discussão no Parlamento” precisa ser tratado de forma mais criteriosa e cuidadosa. O comentário, em sua conta pessoal do Twitter, veio logo após um comentário de Maia, também no Twitter, se solidarizando com a família da garota Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, que morreu com um tiro nas costas na sexta-feira, 20, na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro.

A Câmara analisa projetos que amenizam as punições para pessoas que cometam crimes em determinadas situações. A com maior possibilidade de aprovação é o pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que amplia o excludente de ilicitude sob a alegação de proteger agentes públicos de segurança durante a atuação.