#lulalivre X #lulainocente


Lula durante um de seus depoimentos ao então juiz federal Sérgio Moro. (Foto: Reprodução / YouTube)

Edvaldo Araújo
Edvaldo@focus.jor.br

A hashtag (na minha época “palavra de ordem”) #lulalivre cabe todos os que preferem #lulainocente, mas não há possibilidade de vice-versa. Explico: a decisão que agora se cumpre de liberar o ex-presidente Lula demonstra uma primeira vitória do #lulalivre. Porém, ainda não é um passo que determine a construção do #lulainocente.

Lula Livre sempre foi uma “bandeira”, aqui e em outros países, que procurava demonstrar que Lula havia enfrentado uma luta processual desigual, sem paridade de armas e sem imparcialidade de seus julgadores. Prevalecia para todos que defendiam esta bandeira, a questão de respeito às normas processuais, sem uma clara discussão do mérito se Lula era ou não inocente das acusações. É claro que, como é peculiar ao jogo, foi também uma bandeira política.

Já para quem prefere ir adiante e escrever #lulainocente ainda há grandes passos a serem dados, inclusive no questionamento das condenações que o mantiveram presos por estes quase 600 dias.

Leia MAIS
+Justiça libera Lula da prisão em Curitiba