Exclusiva: após bate-boca no STF, presidente da OAB condena arrogância e falta de serenidade

"Não tenho duvida, mas acima de tudo não precisamos de confronto. O Brasil precisa sair desta linha de confronto e ir para o encontro", afirmou o presidente da OAB.


Por Edvaldo Araújo
edvaldo@focus.jor.br
(Colaboração do advogado Frederico Cortez)

O presidente do Conselho da OAB, Cláudio Lamachia, afirmou nesta quarta-feira, 21, após tomar conhecimento da suspensão da sessão do STF, que o Supremo precisa agir como guardião da Constituição Federal. “O momento é um momento gravíssimo. Não tenho duvida, mas acima de tudo não precisamos de confronto. O Brasil precisa sair desta linha de confronto e ir para o encontro. Se não encontramos a nova maioria, todos nós perdemos”, afirmou.

“Nós precisamos sim de um Supremo possa dar a última palavra sobre o ordenamento jurídico da CF. É isso que a sociedade espera. E o STF saberá como fazer isso.”, afirmou. Lamachia estava em visita a Fortaleza quando deu a declaração exclusuiva para o Focus.jor.

Lamachia participa em Fortaleza de uma série de eventos sobre Defesa das Prerrogativas dos Advogados.