Judiciário cearense aumenta quantidade de julgamentos após instituir trabalho remoto

No primeiro quadrimestre de 2020, o total saltou para 146,7 mil processos. No mesmo período do ano passado, o total girou em 142 mil


Justiça remota. Foto: Pixabay

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O Judiciário cearense aumentou a produtividade após instituir o trabalho remoto no mês de março. A quantidade de julgamentos no primeiro quadrimestre de 2020 saltou para 146,7 mil processos. No mesmo período do ano passado, o total girou em 142 mil.

“O mundo está passando por um momento difícil, que tem exigido muito de pessoas e instituições, e a Justiça cearense não está alheia a tudo isso. Todos que fazem a Justiça têm se empenhado ao máximo para oferecer um atendimento digno e célere à população do Estado. E os números indicam que estamos no caminho certo”, declarou o presidente Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), desembargador Washington Araújo.

O crescimento registrado foi configurado essencialmente pelo aumento na produção de decisões dos magistrados. Em consequência, o Tribunal de Justiça registrou incremento na produção de sentenças por casos novos, passando de 95,43%, em 2019, para 116,99%, em 2020. Ou seja, o dado indica que o Judiciário cearense julgou quase 17% a mais de processos em relação aos que deram entrada.

Outro índice obtido nesse período foi a redução na taxa de congestionamento, que caiu de 73,61%, no ano passado, para 70,76%, neste ano. Com relação à quantidade de baixas processuais, o valor ficou em 126.015, em 2020, ante 135.821 ações em 2019. A redução ocorreu em virtude das suspensões de prazos processuais, necessárias por conta da pandemia.