Jornalista cearense procurado por atentado a bomba em Brasília teve cargo no governo Bolsonaro

Natural de Sobral, Wellington ficou conhecido por denunciar os irmãos Cid e Ciro Gomes. Foi assessor da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos


Foto: Divulgação

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O radialista cearense Wellington Macêdo está, nesse momento, sendo procurado pela Polícia Federal por envolvimento em atos de vandalismo em Brasília. 

Imagens divulgadas pelo Fantástico ontem, domingo, 15, exibem o radialista plantando uma bomba com o seu cúmplice, Alan Diego dos Santos Rodrigues. Os dois homens e George Washington Oliveira de Sousa tiveram as denúncias aceitas pela Justiça.

Natural de Sobral, Wellington ficou conhecido por denunciar os irmãos Cid e Ciro Gomes. Foi assessor da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos entre fevereiro a outubro de 2019.

Leia mais: 

+ Trio acusado de instalar bomba próximo ao aeroporto de Brasília vira réu na Justiça