Joice Hasselmann diz a Bolsonaro que não é “gado” e afirma não ser “vassala”

"Escrevi em capslock ‘eu não sou gado’, e ele ficou mudo, não respondeu. Eu rodei o País para ajudar a elegê-lo, ganhei uma facada nas costas”, declarou


Joice Hasselmann. Foto: Reprodução Facebook

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A deputada federal Joice Hasselmann, do PSL de São Paulo, declarou ao presidente Jair Bolsonaro que não é “gado”. Ao G1, a parlamentar disse que sua saída da função de líder do Governo foi “antecipada” pela imprensa. Ou seja, só soube que seria destituída do comando no Congresso por meio dos veículos de comunicação.

No entanto, ao saber da situação, Joice enviou mensagens ao presidente Jair Bolsonaro através de aplicativo (WhatsApp, talvez). “Escrevi em capslock ‘eu não sou gado’, e ele ficou mudo, não respondeu. Eu rodei o País para ajudar a elegê-lo, ganhei uma facada nas costas”, declarou.

“Mas eu sou indemissível, não sou vassala dele, tive quase dois milhões de votos. A história vai me dar razão e vai ser em breve”, completou.