“Imunidade de rebanho se aplica a animais e nós fomos tratados desta forma”, diz médico da Fiocruz na CPI da COVID

O pesquisador afirmou que alguns líderes internacionais acreditaram que a melhor alternativa era a de que o vírus se espalhasse rapidamente


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

A chamada tese da imunidade de rebanho, defendida por integrantes do chamado “Ministério da Saúde paralelo” do Governo, foi criticada pelo ex-presidente da Anvisa e médico sanitarista, Cláudio Maierovitch.

O pesquisador afirmou que alguns líderes internacionais acreditaram que a melhor alternativa era a de que o vírus se espalhasse rapidamente e  “quem tivesse que morrer morreria e que quem sobrevivesse, tocaria a economia”.

“Rebanho se aplica a animais, e fomos tratados desta forma. Acredito que a população brasileira tem sido tratada dessa forma”, pontou.

Assista ao vivo a CPI da COVID no Senado