Heitor Freire: posicionamento do deputado André Fernandes gerou “desconforto e surpresa”

"Sabemos da tamanha responsabilidade que é a comissão de Fortaleza e estávamos refletindo a situação. Durante o período de reflexão sobre o acontecimento, o PSL CE foi surpreendido pela exigência do deputado para que a comissão fosse imediatamente convertida em diretório e, ao declinar essa exigência no período exigido, o deputado estadual solicitou a saída da comissão", disse o parlamentar em nota enviada ao Focus


Deputado Heitor Freire. Foto: Divulgação Facebook

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O deputado federal e presidente do PSL Ceará, Heitor Freire, afirmou que o posicionamento do deputado André Fernandes “com relação a homenagem de cidadão cearense ao do líder do MST” gerou desconforto e surpresa no partido.

“Sabemos da tamanha responsabilidade que é a comissão de Fortaleza e estávamos refletindo a situação. Durante o período de reflexão sobre o acontecimento, o PSL CE foi surpreendido pela exigência do deputado para que a comissão fosse imediatamente convertida em diretório e, ao declinar essa exigência no período exigido, o deputado estadual solicitou a saída da comissão”, disse o parlamentar em nota enviada ao Focus.

Abaixo, a nota do deputado Heitor Freire:

“Em resposta à saída do deputado André Fernandes da presidência do PSL CE, é importante esclarecer que:

O posicionamento do deputado André Fernandes com relação a homenagem de cidadão cearense ao do líder do MST gerou desconforto e surpresa no nosso grupo. Sabemos da tamanha responsabilidade que é a comissão de Fortaleza e estávamos refletindo a situação. Durante o período de reflexão sobre o acontecimento, o PSL CE foi surpreendido pela exigência do deputado para que a comissão fosse imediatamente convertida em diretório e, ao declinar essa exigência no período exigido, o deputado estadual solicitou a saída da comissão.

Esse fato nada tem a ver com as denúncias realizadas pelo deputado André na tribuna. Com relação às denúncias feitas, o PSL CE reconhece a imunidade parlamentar do deputado para se expressar e espera que todas as denúncias sejam investigadas e os eventuais corruptos sejam condenados, cabendo destacar que tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 492/2019 de minha autoria, que inclui as facções criminosas no rol de crimes de terrorismo e também estou colhendo assinaturas para a CPI das facções a nível nacional.

Ressalta-se ainda que a saída do deputado André Fernandes da presidência do PSL Fortaleza se deu de forma tranquila e ele continua filiado ao partido.”

Heitor Freire
Deputado federal e presidente do PSL Ceará

Leia Mais
+Exclusiva: PSL destitui André Fernandes da presidência da sigla em Fortaleza
+PSDB quer apurar fala de André Fernandes que disse haver deputado de facção criminosa
+A regra é clara: ainda na CCJ, o deputado pode dizer não ao título de cidadania
+João Pedro Stédile, do MST, receberá título de Cidadão Cearense na Assembleia