Heitor Freire nega vazamento de conversas com o presidente Jair Bolsonaro

Freire reconhece que manteve a conversa com o presidente, "mas afirmo, nunca vazei qualquer áudio desse conteúdo e desconheço a origem da divulgação de gravações que envolvem a minha pessoa. Isso é criminoso e passível das medidas judiciais cabíveis".


Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O deputado federal Heitor Freire (PSL-CE) negou nesta quinta-feira, 17, que tenha vazado o aúdio de uma conversa com o presidente Jair Bolsonaro. Freire reconhece que manteve a conversa com o presidente, “mas afirmo, nunca vazei qualquer áudio desse conteúdo e desconheço a origem da divulgação de gravações que envolvem a minha pessoa. Isso é criminoso e passível das medidas judiciais cabíveis”.

Veja a íntegra da nota

Esclarecimento

Estão relacionando meu nome a uma divulgação de conversa do presidente Jair Bolsonaro. Sim, tive essa conversa com o presidente Bolsonaro, mas afirmo, nunca vazei qualquer áudio desse conteúdo e desconheço a origem da divulgação de gravações que envolvem a minha pessoa. Isso é criminoso e passível das medidas judiciais cabíveis.

Repito, jamais divulgaria conteúdo de conversas com o Presidente Bolsonaro. Sempre estive na linha de frente na defesa do governo Bolsonaro e atritos internos do partido não farão com que eu mude de posição.

Tenho com ele uma relação normal de diálogo entre os poderes legislativo e executivo, e ele buscou resolver uma questão inerente ao partido ao qual é filiado. Repudio qualquer tipo de gravação e divulgação de conversas com quem quer que seja.

Adotarei providências e solicitarei à Polícia Federal que investigue quem é o responsável pela divulgação dos áudios, bem como das Fake News que tem por objetivo causar desestabilização política e atentar contra a minha honra e a do Presidente.
Heitor Freire