Heineken vai produzir cerveja Tiger na Pacatuba

Para o público do Ceará e do Nordeste, a bebida vai chegar apenas em agosto, assim como no Sudeste. A estratégia da empresa é iniciar pelo Sul no mês de julho


Tiger da Heineken. Foto: Divulgação

Átila Varela
atila@focus.jor.br

A fabricante holandesa de bebidas Heineken vai produzir na unidade de Pacatuba a cerveja Tiger. A empresa apostará suas fichas para cativar o público mais jovem, no caso, os millennials.

De acordo com a empresa, o mainstream é o maior segmento do mercado brasileiro da bebida, com 62% do volume global.

“A Tiger é uma cerveja para celebrar nossas conquistas. Para a marca, não importa de onde você vem, mas sim onde você quer chegar”, declarou em nota o diretor de marketing do grupo, Renan Ciccone.

Para o público do Ceará e do Nordeste, a bebida vai chegar apenas em agosto, assim como no Sudeste. A estratégia da empresa é iniciar pelo Sul no mês de julho. Os valores sugeridos são: R$ 3,27 (lata de 350 ml), R$ 11,77 ( garrafa de R$ 600 ml) e o draft beer (barril de 50 litros).

Além da Pacatuba, a Tiger será produzida em Itu, no Interior de São Paulo.

A Tiger foi criada em 1932 em Singapura e hoje é comercializada em mais de 60 países no mundo. Suas variações são a Tiger Crystal, Tiger White, Tiger Black e Tiger Radler Limão.