General Heleno ironiza encontro do papa Francisco com Lula

O ministro afirmou que o encontro, à convite do pontífice, foi um ato de solidariedade a malfeitores, "tão a gosto dos esquerdistas".


Ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno (REUTERS/Adriano Machado)

Equipe Focus
focus@focus.jor.br

O encontro entre o Papa Francisco e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nessa quinta-feira, 13, no Vaticano, reverberou em comentários no Palácio do Planalto.

Na manhã de hoje, 14, o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, comentou o encontro em sua conta no Twitter, dizendo que foi um ato de solidariedade a malfeitores, “tão a gosto dos esquerdistas”.

“Parabéns ao Papa Francisco pelo gesto de compaixão”, ironizou o ministro no post.

Em menos de uma hora, a postagem já tinha mais de mil retuítes e 6 mil curtidas, a maioria, de apoiadores do governo Bolsonaro.