O atendente que, em 10 anos, se tornou sócio proprietário de um restaurante do Outback

O empresário Antonio Rodrigues estabeleceu uma fórmula para passar por todas as funções de um restaurante do Outback e, em pouco tempo, recebeu o convite para ser sócio proprietário do Outback Iguatemi Fortaleza


 

Antonio Rodrigues conta sobre sua inspiradora trajetória no Outback, na websérie Fortaleza Empreendedora.

Ludovica Duarte
luduarte@focus.jor.br

Entre os diferentes perfis de empreendedores, existe aquele que sempre busca a excelência no trabalho, independente se é dono do negócio ou apenas mais um colaborador. No sexto episódio da websérie Fortaleza Empreendedora: histórias que inspiram, o empresário Antonio Rodrigues conta como passou de atendente à sócio proprietário de um restaurante do Outback, criando uma filosofia de vida para encarar os desafios de passar por todas as funções e alcançar o sucesso almejado. Para Antonio, D+D+D = S.

Mas, a história de empreendedorismo de Antonio começa ainda na juventude. Paulistano de uma família de classe média, no fim dos anos 80, teve que encarar mudanças no estilo de vida por conta da demissão do pai, que ocupava um alto cargo no extinto Banco Nacional. “Todos tiveram que se adaptar”, lembra. O pai passou a ser caminhoneiro, trabalhando com transporte de carne suína e de enlatados e Antonio o ajudava nos momentos de folga dos estudos. A nova situação da família despertou em Antonio o instinto empreendedor. Aos entregar novas cargas nos supermercados, o caminhoneiro recebia as latas amassadas, que eram descartadas no lixo. “Como não era necessário dar baixa daqueles produtos na fábrica, a gente levava pra casa, porque não tinha muito conhecimento sobre os riscos que os amassados poderiam trazer”, conta.

Certa vez, ao pedir dinheiro ao pai para se divertir com amigos, recebeu o desafio de batalhar pelo próprio dinheiro. Passou a vender de porta em porta os enlatados que eram descartados pelos supermercados. Conquistou os consumidores pelo preço inferior ao mercado e o serviço delivery. “Estabeleci uma estratégia, fiz um inventário, um estoque, calculei o que a gente tinha e poderia oferecer. Fiz sucesso e montei um time com meu irmão. Tínhamos programação de entrega para as vendas no bairro”, lembra. Desde então, Antonio percebeu que o sucesso só viria através de esforço e dedicação.

Formado na Universidade Estadual Paulista (Unesp) em Engenharia Clínica, Antonio estava se preparando para concurso público, trabalhava em um cursinho pré-vestibular e vendia purificadores. Enquanto conciliava todas as funções, surgiu a oportunidade de trabalhar no Outback. “No fim de 2004, vi o anúncio no jornal e só pensava em ter um dinheiro extra para as comemorações do fim de ano”, conta. Passou em uma seleção em quatro etapas, concorrendo com mais de 5 mil candidatos, e foi admitido como atendente de restaurante, na 11ª loja do Outback no Brasil, no shopping Center Norte, em São Paulo.

Diante do bom desempenho no trabalho, Antonio logo foi convidado por Inácio, proprietário do Outback Center Norte, para assumir o cargo de coordenador de plantão. No mesmo período recebeu a notícia de que seria pai pela primeira vez. A novidade contribuiu para que Antonio mudasse os planos de trabalho temporário. “Foi quando fiz o primeiro exame de consciência e decidi ficar. Aqui, agora, vai ser o meu lugar”, lembra. Posteriormente, Antonio assumiu como atendente treinador, passou pelo treinamento de coordenador de plantão e assumiu o cargo no Center Norte.

Em 2006, foi convidado a ser assistente de gerente, uma função recém-criada no Outback Brasil. “Na época eu fui o terceiro a ocupar esta função. E me vi numa situação diferente. O empreendedorismo que surgiu em meados de 93 retornou com força total neste novo desafio, porque a partir dali eu já vi que o Outback estava no meu sangue e eu não iria mais sair de lá”, conta.

Foi neste período que Antonio estabeleceu sua filosofia de vida, criando a fórmula D+D+D=S. “Determinação + Disciplina + Discernimento = Sucesso”. Antonio sempre foi determinado em seus desafios e acreditava que ter um foco era essencial para seguir crescendo na rede. “Meu objetivo sempre foi dar um passo a mais. Minha determinação era ficar e crescer no Outback e nesta época eu queria ser um gerente geral”.  Para tanto, a disciplina era fundamental. “Tive que renunciar de muita coisa na minha vida. Com empreendedorismo você aprende a ter este lado crítico de fazer o certo, acordar no horário certo, trabalhar bem com as pessoas, fazer boas contratações. Tentei me aprimorar em tudo isso porque eu sabia que em algum dia eu teria retorno”. Para completar, Antonio diz que é preciso ter discernimento em suas escolhas. “Às vezes, optamos pelo dinheiro; às vezes, pelos relacionamentos. E o mais importante para mim era estar bem; ter a minha família; trabalhar em um bom lugar e me divertir. Com certeza, o dinheiro viria”. O sucesso seria consequência.

Em 2011, Antonio alcançou o objetivo de ser gerente geral, assumindo o cargo na inauguração da 31ª loja do Outback no Brasil, em São Bernardo do Campo, interior de São Paulo. Em 2013, voltou a comandar a loja no Shopping Center Norte como gerente geral. No fim do mesmo ano, foi convidado para fazer o treinamento 30/60/90 como trainee de proprietário e, no fim de 2014, recebeu o convite para ser proprietário do Outback que seria inaugurado no Shopping Iguatemi de Fortaleza, no dia 28 de abril de 2015.

Na reunião para consolidar o contrato como sócio proprietário do Outback Iguatemi Fortaleza, Antonio teve a oportunidade de compartilhar sua filosofia de vida com o empresário Salim Maroun, presidente do grupo Bloomin’ Brands, que trouxe o Outback para o Brasil. “Foi uma honra ver que ele não só entendeu minha proposta, como pediu para usar”, lembra. Para se tornar sócio proprietário, além do intenso treinamento em todas as áreas do Outback, Antonio investiu R$ 60 mil.

No novo desafio, o empresário adotou uma lição que ouviu do Sr. Salim: “cuidar de pessoas”. Buscou ter atenção especial com os colaboradores e clientes para conseguir o sucesso e trazer para Fortaleza um atendimento diferenciado, que não ficasse à sombra de comparações com os Outbacks internacionais ou do sudeste do Brasil. “Desenvolvo reuniões mensais para falar de mercado, buscar como captar clientes, elaborar produtos específicos para o público de Fortaleza”. Além disso, o Outback possui um trabalho social com a Associação Peter Pan e a Escola Beneficente de Surf Titanzinho. “Um dos pontos importantes do nosso negócio é devolver para a comunidade um pouco do que ela oferece pra gente”. A cada ano, no aniversário do Outback, o restaurante promove um jantar de caridade, no qual toda renda é revertida para a Associação Peter Pan. Também realiza, pelo menos uma vez por ano, uma sessão de cinema/lanche com a participação de crianças e adolescentes da Associação e da comunidade Serviluz. “É uma satisfação poder promover pelo menos um momento a mais de felicidade na vida destas crianças e serve para motivar nos meus colaboradores para que eles façam o mesmo em outros momentos das suas vidas”, declara.

Atualmente, o Outback Iguatemi Fortaleza possui uma equipe com 104 colaboradores. “No dia a dia a gente sempre pensa no macro, mas se a gente trabalhar todos os dias intensamente como uma formiguinha, trabalhando nos mínimos detalhes, depois de um tempo, as pessoas entenderão sua filosofia de trabalho e, com certeza, o negócio vai prosperar”, revela Antonio.

O projeto “Fortaleza Empreendedora: histórias que inspiram” é uma realização da Focus.TV, com a direção geral de Fábio Campos, produção e roteiro de Ludovica Duarte, filmagem e edição da ADJETIVA Vídeo Branding e apoio da Prefeitura de Fortaleza, Libercard e Grupo Marquise, com apoio cultural da Assembleia Legislativa e Fundação Capistrano de Abreu.

Leia mais
+Assista ao primeiro episódio da websérie “Fortaleza Empreendedora: histórias que inspiram”
+Fortaleza Empreendedora: conheça a história de Severino Ramalho Neto que, de um momento desafiador, despertou para o empreendedorismo
+Severino Neto conta sua trajetória na estreia da série “Fortaleza Empreendedora”, nova produção do Focus.jor
+Fortaleza Empreendedora: conheça a inspiradora história de Ana Lúcia Mota na gestão da Cerbras
+Fortaleza Empreendedora: a inspiradora história do vendedor de pipocas que tem uma “rede” de carrinhos e é palestrante do Sebrae
+Na série Fortaleza Empreendedora, Crica Bezerra: do mercadinho de bairro ao Grupo Geppos
+Fortaleza Empreendedora: O empreendedor que transformou o seu hobby em uma lucrativa cervejaria